Portaria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nº 372, de 12 de maio de 2017, pode resultar no fechamento do Cartório da 85ª Zona Eleitoral, com sede em Timbiras. O documento, assinado pelo presidente do TSE, Gilmar Mendes, aponta “a necessidade de estabelecer, neste momento, critérios e parâmetros para a adequação das demais zonas eleitorais do País à nova regulamentação, observando-se os princípios da economicidade, eficiência e efetividade”.

De acordo com a portaria, os tribunais regionais eleitorais deverão extinguir as zonas eleitorais localizadas no interior dos Estados sob sua jurisdição que não atendam a todos os parâmetros estabelecidos no artigo 3º da Resolução TSE nº 23.422, de 6 de maio de 2014. Esse documento determina que é preciso que os municípios atendam a requisitos de densidade demográfica e número mínimo de eleitores.

Na sessão da última segunda-feira (12/06), o chefe do cartório eleitoral da comarca, Talles Ramyro, falou sobre os prejuízos que a comunidade teria. Para ele, caso ocorra o fechamento do órgão na cidade, o maior prejuízo será em relação ao atendimento presencial dos eleitores, que terão de deslocar a outra cidade sempre que necessitarem resolver algum assunto. Além disso, em eleições municipais, em que os ânimos costumam se acirrar, a ausência de um juiz eleitoral e de um promotor de Justiça eleitoral na maior parte da campanha pode resultar numa fiscalização menos eficiente.

A portaria do TSE estabelece que os eleitores das zonas eleitorais extintas deverão ser redistribuídos para as zonas eleitorais cuja localização privilegie o acesso dos eleitores redistribuídos, preferencialmente sem que haja alterações em seus locais de votação.

Assista pronunciamento completo:

There are no comments yet.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked (*).